domingo, 19 de fevereiro de 2017

Poema: Bailairina - Cecília Meireles

Hoje teremos um momento poesia, com Cecília Meireles e o poema: "A bailarina", e você aí, sendo bailarino ou não,  pode dançar com a música: "Cumbia del monstro", interpretada pelo o grupo argentino Canticuenticos.

A bailarina

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.
Não conhece nem mi nem fá
mas inclina o corpo para cá e para lá.
Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.
Roda, roda, roda com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do
Roda, roda, roda com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.
Põe
Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.



Cecília Meireles

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Programa Serelepe - Contando Viagens

Neste sábado, a viagem está garantida com o Serelepe. A Amanda, a Cleiciane, a Joana, a Lílian, a Morgana, o Thomaz e a Wendy vão nos levar por vários e surpreendentes caminhos e lugares. Então não perca o trem, nem pegue o bonde andando às 9h, horário de Brasília, na
Rádio UFMG Educativa - 104,5FM
www.ufmg.br/online/radio


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Dica Serelepe - sApAtOs!

O Serelepe, hoje, vai pegar no seu pé! Claro que será de forma bem divertida. Nossa dica será, bem, vamos dizer... te acompanha sempre; quando molha dá um cheiro de pipoca de queijo; ele é aberto ou fechado; alto ou baixo e alguns têm língua mas não falam, isso mesmo. Nossa dica será: Os Sapatos.
Vamos começar com o poema "A Invenção do sapato". Ao longo deste post veremos trabalhos de Van Gogh, que estão expostas no Museu Van Gogh, em Amsterdã; Indicaremos um filme Iraquiano, que não é a Cinderela, mas que também é sobre uma garota que perde seu pé de sapatos, digo par de sapatos. Para finalizar a nossa dica, digo, nossas dicas, um blog que conta como surgiram os sapatos. 

 Poema: A Invenção do sapato

Primeiro olhou o pé do mosquito
e achou esquisito.
Depois examinou o pé do cachorro
e disse: “Socorro!”
Já o pé do elefante
achou interessante.
Mas quando juntou
o pé do sapo
e o do pato
que o inventor
Chegou ao sapato.
SILVESTRIN, Ricardo.


Filme: Filhos do Paraíso 

O filme iraquiano (1998), conta a história de um menino meio atrapalhado que perde o único par de sapatos da irmã e, para evitar a bronca dos pais, passa a dividir seu próprio par de sapatos com a irmã. Será que isso vai dá certo? Você pode encontrar esse filme no Youtube, acessando o link:


 E para você que riu com o poema, se encantou com a pintura de Van Gogh, se emocionou com o filme - Filhos do Paraíso, indicamos um Blog que conta a história dos sapatos. Vale a pena acompanhar a viagem que os sapatos fizeram até chegarem aos nossos pés. Então acesse ao blog: http://deniseludwig.blogspot.com.br/2013/10/arte-e-profissoes-pinturas-de.html

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Programa Serelepe - Retalhos do Mundo II

Neste sábado, a aventura musical vai continuar com a Lilian e o Thom. Não se atrasem, pois nossa viagem musical começará às 9h na Rádio UFMG Educativa.



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Dica Serelepe - Nuances Musicais

"Onde não podemos ir, a música alcança."
Gostou? Conheça melhor o trabalho do Grupo Nuances Musicais, acessando o Facebook: https://www.facebook.com/NuancesMusicais

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Poema: As Meninas - Cecília Meireles

As Meninas - Cecília Meireles

Foto do site: fotos.fot.br

Arabela
abria a janela.
Carolina
erguia a cortina.
.E Maria
olhava e sorria:
"Bom dia!"

.Arabela
foi sempre a mais bela.
Carolina
a mais sábia menina.
.E Maria
Apenas sorria:
"Bom dia!"



.Pensaremos em cada menina
que vivia naquela janela;
uma que se chamava Arabela,
outra que se chamou Carolina.
.
Mas a nossa profunda saudade
é Maria, Maria, Maria,
que dizia com voz de amizade:
"Bom dia