domingo, 10 de dezembro de 2017

Dica Serelepe - Grupo Infantil Pé de Sonho

Hoje, o grupo infantil "Pé de Sonho" lança seu segundo CD com show no Grande Teatro do Sesc Palladium, às 16h; entrada a partir de 15 reais. 
A banda nasceu com a missão de produzir conteúdo infantil que valorize e qualifique a infância, bem como o desenvolvimento, a alegria e o bem-estar da criança.

Show Pé de Sonho – Lançamento do novo CD
Data: 10 de dezembro
Horário: 16h00
Local: Grande Teatro do SESC Palladium (Av. Augusto de Lima, 420 –  Centro)
Ingressos: R$ 30 inteira / R$15 meia-entrada - Vendas na bilheteria do teatro ou no site www.ingressorapido.com.br
www.facebook.com/cdpedesonho
www.pedesonho.com.br

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Brinquedorias na Mostra de final de semestre da graduação em Teatro da EBA - UFMG (mudança de horário)

Nesta sexta-feira, dia 01/12, às 17h, no Espaço Vinho do prédio do Teatro - EBA-UFMG, o Serelepe apresentará o Brinquedorias na Mostra de final de semestre.

A entrada é franca. A sala comporta 50 pessoas.

Em cena: Eugênio Tadeu, Gabriel Murilo e Reginaldo Santos.
Figurinos: Manuela Rebouças e Jonnatha Horta  Fortes
Iluminação: Manuela Rebouças

Agradecimentos: Eliezer Sampaio, Ismael Campos, Rita Gusmão,  Morgana, Clara Fernandino, Vanessa Anício e Colegiado de Teatro.

Apareça!


Luiza Andrade

Cibele Magalhães
Obs. O horário mudou para as 17h. Mesmo dia e mesmo local.

sábado, 25 de novembro de 2017

Brinquedorias no Memorial Minas Gerais Vale

No dia 19/11, o Serelepe estreou o espetáculo Brinquedorias no projeto "Eu, criança no museu", do Memorial Minas Gerais Vale.

A sala ficou lotada de gente pequena e de gente grande. Foi uma manhã com chuva e alegria!!!

Na próxima sexta-feira, dia 01/12, o Brinquedorias será apresentado na Mostra de Final de Semestre de 2017/2 da graduação em Teatro da Escola de Belas Artes da UFMG. Será às 16h no Espaço Vinho do prédio do Teatro, que fica atrás do prédio central da EBA (Av. Antônio Carlos, 6627). Entrada livre. Lotação 50 pessoas.

As fotos abaixo são de Cibele Magalhães (mãe do Gabriel) e de Luíza Andrade (filha do Tadeu).
Cibele Magalhães

Luíza Andrade

Luíza Andrade

Cibele Magalhães

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Programa Serelepe Pinocchio

Ciau amici, oggi il nostro spettacolo è bonissimo (amigos, nosso programa está muito bom) Não percam! Uma incrível jornada à Itália, por meio de um livro bem conhecido: Pinocchio. Façam as malas e andiamo!

FM 104, 5 em Belo Horizonte e região metropolitana ou pela internet www.ufmg.br/online/radio
9h da manhã Horário de Brasília (horário de verão)



terça-feira, 21 de novembro de 2017

Dica Serelepe: Libro Nadie te creería/ (Livro Dá pra acreditar?) - Luis Pescetti


No 13º Encontro da Canção Infantil Latino-americana, Caribenha, que aconteceu em outubro, em várias cidades da Argentina, recebi deste talentoso artista, um livro gostosíssimo! Não parei de saborear desde então. 

O autor é o músico e escritor Luis Pescetti e um dos fundadores do Movimento da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha - MOCILyC, que misturou histórias bem dinâmicas com tempero de humor. O livro tem uma divertida tradução de Marcos Bagno e, em português, ele recebe o título de Dá pra acreditar? 
E até agora, depois de ler e reler o livro, não sei se acredito...
Para você comer com os olhos, digo degustar um pouquinho, aí vai um pedacinho desta obra, com a história dos três porquinhos como nunca se leu, bom apetite!


"Era uma ves com zê três porquinhus com ó que vivia com eme muito próssimos com xis um do otro com u. O primêiro sem acento feiz sem i sua caza com esse de palia com agá. O segúndo também sem acento fes com zê a dêle sem acento de madeira falta vírgula ou ponto final E o terseiro com cê fêz sem acento a deli com e de tigolo com jota. Adevinhem com i: quando xegou com cê agá o lobo feros com zê, qual de todos se sauvou com éle; falta ponto de interrogação O da casa de tigolo com jota, porque hera sem agá a mas falta um i rezistente com esse. Morau com éle aqui podem vir dois-pontos se algém com u é trabaliador com agá e se esforsa com cê-cedilha o distino com é o recompençará com esse em dôbro sem acento."
Luis Pescetti