quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Serelepe no Projeto ZAZ - Assembleia Cultural

Prepare-se, porque a sexta dia 30 de setembro, está mais que especial... é o projeto Zaz da Assembleia Cultural, e ao meio dia teremos humma deliciosa apresentação, então que tal comer um pouquinho antes ou depois e degustar as canções do Serelepe? Pois é, dia 30/09, às 12h, o Serelepe vai apresentar um verdadeiro banquete de músicas tradicionais brasileiras e do exterior, no espetáculo: Locotoco.


Local: Teatro da Assembleia
Horário: meio-dia
Ingressos: R$ 1
Classificação: livre
Elenco: Reginaldo Santos,  Gabriel Murilo e Eugênio Tadeu 
Iluminação e figurinos: Manuela Rebouças 
O Grupo:
O Serelepe surgiu m 2005, graças ao programa de rádio Serelepe  que vai ao ar todos sábados e domingos às 9h, na Rádio UFMG Educativa - 104,5. O Serelepe é um projeto de extensão vinculado ao curso de graduação em Teatro da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O grupo ainda integra os Movimentos Brasileiro da Canção Infantil e da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha.

Mais informações no link:

domingo, 25 de setembro de 2016

Dica Serelepe: Espetáculo “Locotoco” na Assembleia Cultural



O grupo Serelepe foi formado em 2005, graças ao programa de rádio Serelepe, de música infantil, que vai ao ar até os dias de hoje pela Rádio UFMG Educativa. Institucionalmente, o Serelepe é um projeto de extensão vinculado ao curso de graduação em Teatro da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O grupo integra os Movimentos Brasileiro da Canção Infantil e da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha. E na próxima sexta-feira, dia 30 de setembro, o Serelepe apresentará o espetáculo “Locotoco” na programação da Assembleia Cultural. O espetáculo é uma intervenção cênico musical inspirada em canções e brincadeiras tradicionais, recolhidas em diferentes regiões do Brasil e da América Latina. Tocando instrumentos musicais variados como tambores, patangome, violão e cuatro, os integrantes se misturam ao público, convidando todos a soltar a imaginação e a entrar na brincadeira. Você não pode perder!


Seguem as informações:

30/09/16 – Zás – Espetáculo Locotoco, do  Serelepe EBA/UFMG
Local: Teatro da Assembleia
Horário: meio-dia
Ingressos: R$ 1
Classificação: livre
Elenco: Reginaldo Santos,  Gabriel Murilo e Eugênio Tadeu 
Iluminação e figurinos: Manuela Rebouças

Eugênio Tadeu, Gabriel Murilo e Reginaldo Santos - Foto: Nai Rezende

Maiores informações em 


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Programa Serelepe - Vida de Bailarina

Como é a vida de uma bailarina? Sábado, vamos descobrir no Programa Serelepe

domingo, 18 de setembro de 2016

Dica Serelepe: Oficina de Coco na Pierrot Lunar

Toda quarta às 19h, acontece a Oficina de Coco no Espaço Aberto Pierrot Lunar, ministrado pelo o grupo Coco da Gente. 
Mais informações: 31 99358-6260
Foto: Fábio Mendonça
 Ficou curioso? Então conheça um pouco o trabalho do Grupo Coco da Gente assistindo ao vídeo abaixo:




sábado, 17 de setembro de 2016

Dica Serelepe: Festival de Teatro Infantil em Teófilo Otoni


Vem aí: Festival de Teatro para a criançada!!! Teófilo Otoni é uma cidade mineira que possui uma grande produção cultural, em especial, na área do Teatro, onde os grupos realizam importantes festivais facilitando o acesso à cultura e possibilitando trocas de experiências e fazeres artísticos entre grupos teatrais de todos os cantos do país!  A grande novidade é que a Cia. de Teatro Insólito, juntamente com o Grupo Cultural Viva Voz e o Grupo Tutitá, estão promovendo o primeiro Festival de Teatro Infantil de Teófilo Otoni- FETI - que oferecerá ao público 11 espetáculos de artistas de diversas cidades de Minas Gerais, como Ubá, Governador Valadares, Conselheiro Lafaiete, Peçanha, dentre outras. Muito legal, não é? O Festival acontecerá entre os dias 15 e 23 de outubro para celebrar com muita animação e diversão o mês das crianças!!! Então, deixamos aqui essa dica Serelepe para todos os que, assim como nós, são apaixonados por esse gostinho de infância!



domingo, 11 de setembro de 2016

Serelepe brinquedorias EBA-UFMG/PROEXT2016 - Convida - Breve relato



SERELEPE BRINQUEDORIAS – EBA/UFMG – PROEXT2016 CONVIDA
Breve relato

Nos últimos dias de agosto  e no início de setembro, o Serelepe EBA-UFMG, teve a honra de receber duas duplas pra lá de bacanas.

No final de agosto, estiveram com os integrantes do projeto, com a comunidade da UFMG e com o público de Belo Horizonte, os geniais Bartolomé Díaz e Andrés Barrios, integrantes do grupo venezuelano El Taller de los Juglares. Com eles, tivemos momentos de intensa aprendizagem e rigor artístico, sem contar com a sensibilidade e humanidade desses dois artistas que nos encantaram. Andrés com seu senso de humor, com sua bela voz, além de sua destreza cênica e expressão plástica, nos mostrou o lado da candura de homem que deixa o espírito de criança transparecer em seu dia a dia. Bartolomé com sua inteligência, perspicácia, sensibilidade, riqueza de palavras e dedos mágicos quando tocam o violão, nos mostrou o artista que se inquieta com a formação de artistas e de professores de crianças. Eles fizeram palestras, master class, recitais, bate papos, acompanharam aulas na graduação e na pós-graduação, além de compartilhar momentos nada formais e deliciosos com os amigos belo-horizontinos. Esses dois se complementam no palco. São artistas de verdade, daqueles que trazem a música e a arte dentro de si e que as transbordam, tocando-nos n´alma.

Na segunda semana de setembro, estiveram por aqui, duas artistas e professoras maravilhosas, Ana Tatit e Maristela Loureiro, que vieram lá de São Paulo para nos brindar com suas estrifolias, digo estripulias. Elas produziram quatro livros que são imprescindíveis em qualquer biblioteca de educadores, pais e crianças que gostem de jogos populares. Os livros “Brincadeiras cantadas de cá e de lá”, “Para os pequenos”, “Desafios musicais” e “Festas e danças brasileiras” compõem o primeiro conjunto de livro, CD e DVD da Coleção Brinco e Canto, da Editora Melhoramentos. Elas trazem para o público um rol de brincadeiras que dá pra brincar quase todos os dias do ano e ainda fica faltando dia pra completar o repertório. Com o Serelepe, elas fizeram uma oficina que poderia durar um montão de dias e fizeram o lançamento dessa Coleção no Espaço do Conhecimento UFMG, na Praça da Liberdade. Quem participou desses dias aproveitou bastante. Elas conduzem as pessoas na brincadeira, brincando. O olhar brilha e transparece, no rosto, a alegria de estarem presentes, inteiras, ali e naquele instante.

Os integrantes do Serelepe estiveram presentes, cada qual com sua disponibilidade e possibilidade de participar desses momentos que nos alimentaram e nos deram referências de trabalhos sérios e sinceros. Aprendemos com cada gesto e com cada palavra desses artistas. As várias formas de fazer arte nos proporcionaram meios para aprimorarmos os nossos modos de fazê-la. É a partir de referências que podemos construir o nosso jeito de estarmos presentes no mundo. O outro é uma fonte, um modelo, uma espécie de guia e que nos incentiva a buscar nossos próprios caminhos. Daqui em diante, nossas mãos estarão sós, mas nossa imaginação não estará sozinha. 

Esses dias foram intensos. Trocamos músicas, brincadeiras, abraços e reflexões acerca da produção artística para a criança. Ficou o gostinho de quero mais. Para o Serelepe, foram aulas e mais aulas de rigor artístico, leveza, alegria e de responsabilidade. Como disse o Bartolomé, aqueles que fazem trabalho artístico para crianças têm a responsabilidade de fazer algo de alto nível, pois a criança merece ser tratada com respeito e que, ao mostrar o que fazemos, estamos propondo algo que vai influenciar na educação estética da criança. Isto nos é muito caro.

Esses quatro amigos que estiveram com o Serelepe EBA-UFMG deixaram saudades!!!

Que eles retornem e que também venham novos amigos!!!!!





O evento contou com o apoio de um tanto de gente da Escola de Belas Artes e de outros lugares:

Ádila Oliveira, Ana Flávia Machado, Ana Tatit, Andrés Barrios, Bartolomé Díaz, Bya Braga, Cristiano Bickel, Denise Pedron, Eduardo Campolina, Elias Antunes, Elza Santos, Francisco César, Guida Borghoff, Helena Lopes, Isabela Sampaio, Jussara Fernandino, Gilmar Guimarães, Kristoff Silva, Luís Carneiro, Maria de Lurdes Macêdo, Maristela Loureiro, Miguel Queiroz, Nelson Aspee, Rafael Moreira, Renato Ribeiro, Ricardo Fernandes, Rosângela Bissiate, Rosaura Alves, Rosemayre Moreira, Tatiana Ramos, Waldislene Silva.


O financiamento ficou com o aporte do


  Apoios institucionais