quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Dos quatro cantos da América Latina


Na ocasião do 8º Encontro da Canção Infantil Latino-americana e Caribenha, ocorrido em outubro de 2007, na cidade de Valparaíso, no Chile, a equipe do Serelepe teve a oportunidade de conhecer e estabelecer contato com radialistas de vários países da América Latina que também desenvolvem programas para crianças.

Da Argentina, pudemos conhecer um pouco mais do programa Taracatá, desenvolvido por Julio Calvo na Rádio de Buenos Aires (http://www.radiodelaciudad.gov.ar/). Descobrimos também que a Coqui Dutto, por sua vez, realiza o Me extraña araña, que vai ao ar pela Rádio Nacional Córdoba (http://www.revistaparachicos.com.ar/). Um outro programa que em breve irá ao ar é o Taramba, desenvolvido por Marco Vilches e Mariana Arias, na cidade de Trelew, mas que por enquanto está em fase de construção.


Em Porto Rico, a Nelie Lebrón desenvolve o programa Ambos a Dos, cuentos y canciones, que vai ao ar na Rádio Universidad de Porto Rico (http://www.radiouniversidad.pr/).


No Uruguai, quem vem trabalhando com rádio para crianças é a Susana Boch, com o programa Para escucharte mejor, que vai ao ar pela Emisora Del Sur (http://www.sodre.gub.uy/). Ela conta com a colaboração de Julio Brum – do grupo Los Pájaros Pintados – todas as sextas-feiras.


No México, Gabriel Sanvincente – do grupo Son de la ciudad – desenvolve o programa Del Campo y de la ciudad e a pílula* ¡Ay escuintles!, em uma rádio educativa (http://www.radioeducacion.edu.gob.mx/). E o Luís Pescetti – que é argentino, mas vive no México há muitos anos – desenvolve o Hola Luis, que vai ao ar pela Rádio Universidad Nacional Autónoma de México e o Vampiro Negro, programa que vai ao ar na Rádio Nacional Argentina.

Ufa! Quanta gente!

Desde o Encontro ocorrido no Chile, nós do Serelepe temos buscado compartilhar com esses radialistas a nossa experiência na Rádio UFMG Educativa e trocar materiais – de vários tipos – via internet. Fique ligado em nossos programas, porque a qualquer momento falaremos desses radialistas espalhados pelos quatro cantos da América Latina! E nos próximos posts desse blog, mais informações sobre cada um desses realizadores. Não perca!

*Pílula: no rádio, o termo significa “programa de curta duração”. O Serelepe, durante a semana, vai ao ar no formato de pílula, pois tem apenas 7 min de duração. No espanhol, em vez de pílula, eles costumam dizer cápsula.


Foto: Reunião com os radialistas do Brasil, Argentina e Porto Rico. Valparaíso - Chile, Out. 2007.

Um comentário:

Nelie disse...

Saludos, Cris y todos los amigos de Serelepe. Parece que fue ayer que estábamos precisamente conociendo nuestros trabajos respectivos y ya hace un año del 8vo Encuentro! Muchas gracias por la mención de mi programa en vuestro blog y adelante
Obrigada,
Nelie Lebrón
Ambos a dos, cuentos y canciones
San Juan Porto Rico