domingo, 15 de maio de 2016

Yo Soy un super héroe, y usted?


Lembro-me de minha infância e o quanto eu queria ser um super herói. Um daqueles com poderes e inteligência que salvava as pessoas e fazia o dia terminar bem. Então, eu vestia minha poderosa capa vermelha - do botijão de gás da minha mãe - e subia o mais alto que eu podia. Lá de cima do sofá, acreditava que eu iria voar, e minha mãe gritava “desceeeee daí, você vai cair, não existe super heróis!”, é claro que eu não acreditava no que ela dizia, nem mesmo quando sentia o sabor do chão salgado com minhas lágrimas. Mas...eu desistia? Não mesmo, pois, talvez, meu poder não era voar, mas escalar. Então, subia em tudo, até na cortina, e minha irmã gritava “saiiiiiiiiiii dai de cima, para com coisa história de super heróis!!”, e você acha que eu a ouvi? Há há há, nunca! Continuei subindo e logo a cortina e eu caímos no chão, resultado: uma semana sentando só com almofada e 
bem fofinha. 
Foi o maior mico da escola!

Foto do site:melecachiclete.blogspot.com
Porém, eu sabia que eu era um super herói; talvez não pudesse voar ou escalar, mas quem sabe eu pudesse pular muito alto e tentar salvar aquele gatinho em cima da árvore. Então, saltei do chão e puffffffff, machuquei o pé... Já sei, não é salvar gatinhos de cima das árvores, então vou...  gangorrar como o Tarzan. Advinha? Tibum no chão? Ah, não, além de eu cair, a televisão caiu em mim. E mesmo assim, ainda sentia dentro de mim que eu era um super herói e, por isso, não desistia. "Ah! Acho que já sei, meu poder é correr”, dizia eu pra mim mesmo. Então, apostei corrida com os valentões da minha escola. Se eu vencesse, eles não poderiam pegar nem meu lanche e de ninguém da escola. Se eu perdesse todo dia eu levaria lanche para eles. Apostamos corrida. Eu tinha bronquite e logo após o início dessa grande prova, eu já estava largado no chão sem respirar. Quando me viram estendido ao chão, chamaram meu pai para me levar ao hospital, porque eu estava com dificuldade de respirar. Meu pai me levou e me deram tanto remédio, um tanto mesmo! Um deles era chamado de bombinha. Veja só, bom-bi-nha! Que nome mais estranho pra remédio. Eu tinha medo dela, vai que machucava... mas era respirar em um tubo. Meu pai, naquele dia, me colocou de castigo e falou “super heróis não existem!”

Olha, já tentei, voar, escalar, pular, gangorrar, correr, então agora estava na hora de desistir, né? Não! Quem sabe, talvez, eu fosse como Aquaman e respirasse na água, já que na terra estava difícil. Bom, imagine o que aconteceu... quase me afoguei e minha irmã me salvou. Onde já se viu: que tipo de super herói é salvo pela irmã?! Talvez ela fosse um super herói ou melhor, super heroína, afinal ela me salvou... Então fiquei observando minha irmã, discretamente claro. Além de super heroína, ela também era esperta e desconfiou que estava sendo seguida e pediu medida preventiva. Ela contou pra minha mãe o que estava acontecendo e me falou pra eu largar de seu pé. Isso eu não entendi, pois naquela época eu não sabia o que era ficar no pé do outro. Depois é que fui entende que largar o pé do outro é o mesmo que parar de encher a paciência de alguém. AFF...
Observando bem, percebi que minha irmã não tomava café nem comia fígado e amava legumes, frutas. Deve ser por isso que o Hulk é verde e forte, coisas saudáveis, pensava eu. E bem que eu desconfiava de alguma coisa: nunca vi o Batman comendo pizza e o Popeye come espinafre. Agora sim vou virar um super herói... Então tentei tudo de novo... e, e... nada...


Foto do site:pptslides.com.br
Comecei a ter certeza de que era verdade que os adultos me diziam: não existem super heróis. Aí você já pode imaginar que fiquei triste.
 Uma vez, vi uma peça de teatro, era um tal de Shakespeare. Nesse dia, tinha uma moça do meu lado no auditório que falou “nossa esta peça salvou o meu dia”, então é isso? Será que fazer as pessoas sorrirem é salvar o dia delas? Aí, vi na televisão um cachorro que salvou uma pessoa, sério! Aí, pensei: “então até cachorro pode ser um super herói”. Ele foi bondoso... Eureca!! É isso, ser um super herói é fazer algo bom, principalmente quando ajuda alguém e é bom, bom pra mim também, ah!! Então, a partir desse dia eu decidi que eu seria um super herói. 
E você, já pensou em ser um super herói também?

Nenhum comentário: